03/08/2016 - Parnaíba Gás Natural extrai o primeiro gás da fase II de Gavião Branco

​​A Parnaíba Gás Natural (PGN) extraiu, nesta segunda-feira, 1º de agosto, o primeiro gás da fase II de Gavião Branco (GVB). Localizada no bloco PN-T-67, no município de Lima Campos, na Bacia do Parnaíba, a nova área produtora apresenta vazão máxima de gás estimada em 1 milhão m³/dia. 

O gás será produzido por meio de quatro poços produtores, localizados em três clusters, interligados a Estação de Produção e Escoamento de Gás de Gavião Branco (EPGVB), também em Lima Campos, através de um duto de 15Km. Na EPGVB, este gás se junta à produção dos demais clusters do campo de Gavião Branco e é separado da água e do condensado. O gás seco é então exportado para a Unidade de Tratamento de Gás (UTG), em Santo Antônio dos Lopes, por meio de um outro gasoduto de 42 Km. 

A PGN é operadora de Gavião Branco, com 70% de participação. Os outros 30% pertencem a BPMB Parnaíba. GVB foi o terceiro campo da companhia a entrar em produção, após Gavião Real e Gavião Vermelho. Em 1º de julho, a companhia atingiu a capacidade de produção de 8,4 milhões de metros cúbicos de gás por dia (m³/dia). 

A capacidade adicional em GVB permitirá à PGN extender o platô de produção para atendimento dos contratos de fornecimento de gás com a Eneva. A PGN possui outros quatro campos declarados comerciais: Gavião Azul, Gavião Branco Norte, Gavião Caboclo e Gavião Preto.​


ENEVA 2.0

Compartilhe esta página e seu conteúdo através das mídias sociais

Para o Investidor

Acesse a área de Relações com os investidores da ENEVA e obtenha todas as informações
 

Contatos da Assessoria de Imprensa

 

 Acesso Rápido