​​​​​​ Parcerias

As turbinas da usina terméletrica Itaqui foram supridas pela Siemens e as caldeiras, pela Doosan Babcock.

Por meio de parceria com entidades como o Senai e o Ifma, Itaqui investiu em  duas linhas para garantir a formação e qualificação de pessoal para o desenvolvimento do projeto. Foi promovida uma bateria de cursos para a forma​ção em atividades na área de construção civil e aproveitada boa parte da mão-de-obra capacitada nas 30 turmas estruturadas ao longo da construção. Ao todo, foram treinados aproximadamente 700 moradores de São Luis em diversos cursos, para a formação, por exemplo, de pedreiro, armador, carpinteiro, bombeiro hidráulico, soldador e assistente administrativo.

A outra vertente de atuação envolveu a área técnica, com a qualificação para operadores de centrais termelétricas, no Brasil e na Alemanha, graças à parceria com a Evonik, que domina a tecnologia de geração termelétrica. Do total de 35 alunos capacitados por professores do Ifma e por profissionais de Itaqui, 15 foram contratados para trabalhar na usina. 

A solução para os desafios seguiu a receita característica da ENEVA de combinar conhecimento técnico e investimento na medida certa, além de priorizar as boas parcerias técnicas e tecnológicas em seus empreendimentos.​


ENEVA 2.0

Compartilhe esta página e seu conteúdo através das mídias sociais

 Acesso Rápido